MEU ORGULHO DE SER

domingo, 24 de agosto de 2014

AMO O AMOR!


AMO O AMOR!

Amo!   De forma desmesurada
Como a querer desbravar
Feito vulcão  devorando
Crepitando no ar

Amo..Com a volúpia dos deuses
Pedindo para  profanar
Irá saciar seus desejos
Sem medos..Sem perguntar

A devorar  com a fome
Que esta a  provocar

Amo!   Sem jeito ..Perfeito
A te caçar pelo leito
Ali..Em todo  lugar

Amo!  Arrebatadamente
Aberta ..Infinitamente
A serpentear na corrente
Correndo  de La pra  cá

Amo! De forma  tão mansa
Que a fome te alcança
E  deita a te  degustar

Amo!   O amar  quase louco
Que nunca chega
Sempre pouco
Quer mais! Mais!
Marilene Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário