terça-feira, 5 de dezembro de 2017

VOCÊ!

                                                    Robson Freitas
8 h 
 
Existem momentos que o silêncio é o melhor argumento, existem palavras que não precisam ser ditas,mas sentidas,tipo o amor,a dor da alma,o sentimento que não pode florescer,a vida sonhada,a vida desejada, o sonho alcançado. Mas sou humano quase o tempo todo,quase sempre,quase vida. Quase a nossa despedida que não deseja ser mantida,na minha simplicidade espero apenas a felicidade,apenas um momento me serve,mas que não seja breve,pois amor é eterno enquanto almejado,amor tão esperado,apenas amor retribuído, apenas você...

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

                                             

BEIJO!

Gosto do beijo gostoso
Apressado manhoso
De um jeito carinhoso
Que diz  de forma lasciva
Me deixe te amar

Quero esse corpo moreno
Suado ..Sereno
Entregue as manhas
De quem sabe se dar

Que fique todas intenções
Contidas  no corpo
Mergulhadas no plasma
Correndo tão soltas
Não dá para parar.

Está bailando nos lábios
Frases desconexas
São velhas promessas
Renascendo  dengosa
Na boca molhada
Jurando que agora
Irá lhe amar!
Marilene Azevedo

Direitos preservados pela lei9610.1

sábado, 25 de novembro de 2017

                                           
   FEBRE!

A luta!  
Pecrusta
O âmago
Das entranhas

Onde habita
O desejo
E essa febre
Tamanha

Da onde
Vem teu poder?
Que o ventre
Responde
Aceso?

Vem do beijo?
Do teu toque?
Ou simplesmente
Desejo?

Não a razão
Que controle
O que o corpo
Responde

A  febre!
O arfar!
Suor
Carne
E tudo mais
Se consome!
Marilene Azevedo
Direitos preservados pela lei 9610.1

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

A DIFERENÇA!

                                                  
                                                                             


 A DIFERENÇA!

 Porque sinto dessa maneira?
Como se fosse oração
Teu corpo  imagem da imaginação
É a forma..O jeito!   O respeito

Com gestos ..Sem profanar
De quem demonstra carinho
Carícias a desejar

A cada toque ..O beijo
Sugando o seu suor
A cada frenesi da alma
De forma  candenciada
Que a harmonia dos gestos
Se perdem por entre estradas

Não  há limites   ..É entrega
A descobrir-se de fato
Que a beleza tão plena
Não pode chamar-se ..Pecado

Não é roubo..É arroubo
Não é pecado..É amado
É a entrega de dois seres
Que não podem ser julgados!
Marilene Azevedo
Direitos preservados ela 9610.1

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

MEU E TEU!

                              
 MEU E TEU

O toque
O cheiro
O beijo
O doce
O sorver
O querer.

Surge pleno
Sem reservas
Sem limites
Tudo existe
Tudo nosso
Tudo posso!

Quero ter
Quero crer
Quero ver.

O anseio
Frenesi
Voluptuoso
Movimento
Sinuoso

Meu e teu
Esc orreu
Foi labareda
Que acesa
Explodiu.

É um mundo
Desconhecido
Que vivido
Cá no eu!
Marilene Azevedo
Direitos preservados pela lei 9610.1

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

SECRETOS DESEJOS

                                           
                                                        SECRETOS DESEJOS!

Secretos segredos de amor
Que  solitário governa
Como senhor sobre a terra
A terra carne expõe

O frenesi contagiante
A circular com a brisa
O arrepio acelera
Acende o olhar que avisa

No leve toque na pele
Deixando nu o desejo
A boca se abre a espera
De caricias e beijos.

O arfar  do peito em festa
De volúpias alucinante
Trás a vida o gozo pleno
Na luxuria desse instante!
Marilene Azevedo
Direitos preservados pela lei 9610.1

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

PROCURA!

                                     

PROCURA!

Não acho palavras certas
Para recitar meu poema
Nas entrelinhas procuro
A tua figura plena

Porque invadistes meus sonhos
Arrebatando os sentidos
A onde esconde o grito
Desse amor libertino

Livre! Solto!   Que fascina
Transformando os desejos
Num vulcão de fome ..Beijos
Extasiado de prazer

Quero crer..Que tudo isso
Escondido entre  nuvens
Resplandece! Regozija!
Feito a lua encantada
Vem banhar a nua estrada
Tua boca irá passar!
Marilene Azevedo