MEU ORGULHO DE SER

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

CASULO!


                       Não posso ler o que escreves...Nem devo  olhar novamente..Para não sentir as dores  que tenho atualmente..Machuca ! ..Droga que dói!..Não devia . Teimei em amar novamente..Mas quem acreditaria que amor  assim existe num mundo de porcaria?..Pobres mortais que não entende ..Que amar  assim simplesmente..Provoca reações adversas... Não sei nem quero saber..Porque estou a agredir-me como fosse punir essa maneira de ser...Porque não devo viver  a procurar quem mereça..O caso é alienar....Voltar para o meu mundo  real....Onde bater é normal...A hipocrisia presente...Mentir e se fazer  decente para não ferir aos olhos porque a  sociedade quer... Suspiro para aliviar...Porque  não posso arrancar..De tão profundo que estas!
                         E ao cerrar os meu lábios..Para o grito não sair...E que me da a certeza..Que vou  voltar ao casulo..Para poder existir!
                                                               Marilene Azevedo

CASULO!


                       Não posso ler o que escreves...Nem devo  olhar novamente..Para não sentir as dores  que tenho atualmente..Machuca ! ..Droga que dói!..Não devia . Teimei em amar novamente..Mas quem acreditaria que amor  assim existe num mundo de porcaria?..Pobres mortais que não entende ..Que amar  assim simplesmente..Provoca reações adversas... Não sei nem quero saber..Porque estou a agredir-me como fosse punir essa maneira de ser...Porque não devo viver  a procurar quem mereça..O caso é alienar....Voltar para o meu mundo  real....Onde bater é normal...A hipocrisia presente...Mentir e se fazer  decente para não ferir aos olhos porque a  sociedade quer... Suspiro para aliviar...Porque  não posso arrancar..De tão profundo que estas!
                         E ao cerrar os meu lábios..Para o grito não sair...E que me da a certeza..Que vou  voltar ao casulo..Para poder existir!
                                                               Marilene Azevedo