MEU ORGULHO DE SER

terça-feira, 25 de outubro de 2016

PALAVREADO.



     PALAVREADO!

O palavreado desconexo
Não tem nexo
pensa em sexo
É vulgar!

Tal  e qual
Somos nós
Quem de vós!
tem a coragem
de dizer..Não é verdade!
Não pra mim..Mas para si?

Aparências ..Reticências
Para falar ..Não!  Para agir
Deixa ir!

Quando sentir necessidade
Vulgarmente com maldade
Feito reptil que rasteja
vem buscar a sua presa
Saciar a fome ..Em ti!

Com palavras  desconexas
Balbuciadas  ao ouvido
Que escutada sem sentido
Só a carne lhe entende
Prende  um grito!  Sai gemido
E a alma se surpreende.

A resposta o corpo dá
Basta apenas escutar
Pode não querer falar
Mas um simples palvreado
No teu gesto ..No tocar
E o corpo a demonstrar!
Marilene azevedo