MEU ORGULHO DE SER

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

VIVA A VIDA!

                                                           
                                                               



                                             Seria desumano até  dizer que não vejo nada..Mas sigo por essa estrada conversando comigo..Analisando os perigos ..Que ela  expos pra mim...Porque complicar assim a vida dessa maneira?..Se o que acham besteira é a coisa mais linda ?..Porque ao sentir vontade de dar um beijo na amada..Tem que olhar para os lados ver se ninguém lhes olha ..Que pode até reparar..Porque levantar bonito?  Se pode andar de pijama  atirar-se na cama rolar e dizer besteira..Que importa que tenha  alguém ouvindo e dai?..Seria tão diferente....
                                              Seria..Mas não o é!...Tem medo que vão pensar..Que vão dizer   os amigos ..Os parentes ..Os colegas...Mas você a onde fica? ..Na vontade...Satisfazendo metades  com sorrisos falsos ..Louco que acabe logo para em silencio ficar..Ali poder se encontrar ..Com suas verdades  mais profundas que o universo grita  e só você lhe escuta... Seria tão diferente..
Que pudesse andar descalço...Atirados no tapete com  bacia de pipocas  brincando feito criança ..Para dizer  simplesmente que ainda  pode amar..Mas a vergonha não deixa!..É feio fazer o que gosta  tudo tem seu tempo e lugar..Quem disse isso não sei!
Eu sei que eu não fui..Não tenho tempo a perder..E nem vou deixar o tempo me enorlar pra valer...
                                              Vou sair feito gaivota voando por sobre a cama..Brincando com travesseiro fazendo da cama um ninho ..Onde  por muitas noites me aconchego carinho..Deitar sobre o tapete comer pipocas  na frente  joga-las pela janela..Na cabeça de quem cruza..Pra gritar ..Cuidado ai..Só para divertir..A alma fica mais leve ..Os passos ficam a flutuar..Beijo quem quizer beijar..Só para surprender...E assim volto a querer...A viver intensamente ..Sentindo vida e gente..Que ama ..Sofre ..Sorri!

                                                                              Marilene Azevedo